O Curso de Mestrado e o Curso de Doutorado são integralmente presenciais, com aulas ditadas na sede da Universidade em Lisboa, que fica situada na Rua Santa Marta, 56 – Palácio Condes do Redondo.
A carga horária do Mestrado em Ciências Jurídicas é de 480 horas, contabilizando horas de orientações e preparações de trabalhos finais de curso.
A carga horária do Doutorado em Ciências Jurídicas é de 720 horas, contabilizando horas de orientações e preparações de trabalhos finais de defesa curso.
As aulas acontecem durante 12 semanas ininterruptas, iniciando em janeiro, entretanto podem ser marcadas para outros períodos, sempre a critério da Universidade.
As aulas são de segunda a sexta. Alterações podem ser feitas, a critério da universidade, sem prejuízo da quantidade total de horas do curso.
O aluno deve dar entrada no pedido de carteira de estudante, na própria universidade. Vale lembrar, que esta carteira não dá desconto em cinemas e espetáculos no Brasil.

O critério de avaliação é estabelecido por cada professor de forma independente. O aluno deve requerer estas
informações com cada um dos professores durante as aulas.

Os professores não estipulam um prazo fixo para lançamento das notas dos trabalhos, mas não é um prazo curto, pois o trabalho entregue pelo aluno é um artigo jurídico que merece ser lido e corrigido com atenção, o que obviamente demanda tempo.
No site da UAL, mediante senha e login fornecidos pela UAL.

O aluno pode sugerir e convidar um professor para ser seu orientador. Esta sugestão será considerada, porém,
poderá ser necessário que a Universidade determine um orientador diferente, visto que há uma distribuição
organizada, devido ao número limite de orientandos por professor.

Sim. O projeto de tese de Doutorado terá de ser defendido/qualificado presencialmente na sede da universidade em
data a ser designada pela universidade nunca durante o período de aulas.

A prorrogação de prazo pode ser requerida uma única vez, mas somente será concedida em caráter excepcional a critério da universidade, mediante pedido fundamentado e pagamento de taxa estipulada pela mesma. Este processo deve ser feito direto com a secretaria da UAL.

O plagio é um crime tipificado no Código penal Português e no Código Penal Brasileiro e poderá ser punido com
desligamento imediato do curso por falta gravíssima, quer seja detectado em trabalho de disciplinas como nas teses
e dissertações.

Vale lembrar que a universidade possui um dos mais modernos sistemas de verificação de plágios.

Após ser aprovado na defesa pública o Certificado/Diploma levará cerca de 60 a 90 dias para ser expedido.
Os diplomas de cursos de pós-graduação stricto-sensu (mestrado ou doutorado) expedidos por universidades estrangeiras só poderão ser reconhecidos por universidades brasileiras regularmente credenciadas que possuam cursos de pós-graduação avaliados, autorizados e reconhecidos, no âmbito do Sistema Nacional de Pós-Graduação (SNPG), na mesma área de conhecimento, em nível equivalente ou superior.
O processo de reconhecimento de diplomas obtidos no exterior deverá ser admitido a qualquer data e concluído no prazo máximo de 180 dias, a contar da data do recebimento do protocolo na universidade responsável pelo processo ou de registro eletrônico equivalente.
Não. É preciso aguardar a publicação do edital anual de revalidação feito pelas universidades brasileiras.

Sim, diversos títulos de Mestre e de Doutor em Ciências Jurídicas já foram revalidados no Brasil e é possível
visualizar no site da Plataforma Carolina Bori – MEC, portal que reúne informações para orientar e coordenar o
processo de revalidação/reconhecimento de diplomas estrangeiros. http://carolinabori.mec.gov.br

No Brasil, os diplomas poderão ser reconhecidos por universidade brasileira pública ou particular, conforme a
resolução nº 3 /2016 do Conselho Nacional de Educação (CNE).
Já há reconhecimento de títulos da UAL por várias universidades brasileiras (dentre elas a UFBA, UFPE, UFPB,
UFC, UFMA, UFSM, UFPEL, UNIVALE, UNIMAR), pois a Universidade Autônoma de Lisboa está inserida na
Plataforma Carolina Bori – MEC, portal que reúne informações para orientar e coordenar o processo de
revalidação/reconhecimento de diplomas estrangeiros, inclusive para que que os processos de reconhecimentos de
títulos sejam feitos por tramitação simplificada tornando tudo muito mais fácil.
Saiba mais acessando: http://carolinabori.mec.gov.br/?pagina=tramitacaoSimplificada

O valor pago pela matrícula não é devolvido, posto que se destina a pagar as despesas de análise de currículo e
documentação que são feitas antes do pagamento da mesma. Assim, a devolução não é devida, pois o serviço pago
pela mesma foi integralmente prestado.

Por serem aulas concentradas, o aluno deverá assistir as aulas consecutivamente. Caso esteja impedido, por motivo
de força maior, deverá estar adimplente com o IURJ e realizar novo contrato com valor integral atualizado, quando
retornar em turma disponível pela universidade.

Não. Para se matricular no Mestrado ou no Doutorado não é preciso ter comprovante de conhecimento em outros
idiomas, todavia, isso não quer dizer que os professores não indicarão textos em língua estrangeira para trabalhos
serem realizados.

ÁREAS DE CONHECIMENTO

ONDE QUER ESTUDAR

Rio de Janeiro

Porto

Lisboa

Salamanca

Buenos Aires

Nosso Endereço

FIURJ - Faculdade Instituto Rio de Janeiro
Avenida Rio Branco, Nº 277 – 4º andar
Centro – Rio de Janeiro – RJ. CEP: 20040-904

Desenvolvido por